Direitos dos autores reservados!

Justiça Nacional questiona ao presidente sobre a morte do Anastácio Matavel

News

Justiça Nacional publicou hoje, 9 de Outubro um texto questionando ao presidente a sua posição perante o assassinato barbáro e macabro do Observador eleitoral Anastácio Matavel.

 

E agora, Presidente?

Desculpa, Presidente. Será que todos nós cabemos no seu coração como tem andado por ai a dizer ou é discurso de época eleitoral?! É narrativa para, mais uma vez, nos imbecilizar? Questionamos-lhe porque a União Europeia e os Estados Unidos da América já reagiram, condenando o assassinato do coordenador da Sala da Paz pelos membros da Policia. E do seu lado é só silêncio. Isto é grave, Presidente. Anastácio Matavel não era moçambicano? Que moçambicanos são esses, tão especiais, que cabem no seu coração?

Essa coisa de comissão de inquérito que deve trazer resultados em 15 dias é para nos “matrecar”. Que resultados virão se os mandantes desse assassinato são os donos do poder? Quer dizer, julgam-nos tão manipuláveis, tão ignorantes, tão imbecis, que podem dizer o que vos aprouver e o povo vai aceitar? Afinal, de quê o partido tem medo nestas eleições? Ora são as manipulações do recenseamento eleitoral em Gaza, ora são essas mortes que vamos assistindo diariamente desde o arranque da campanha eleitoral. E da parte do Presidente é só silêncio. O seu silêncio, Presidente, reforça a convicção do povo de que quem anda a terrorizar os moçambicanos é a Frelimo.

Nós sabemos que esses assassinatos, com requinte de crueldade, são protagonizados pelos esquadrões da morte que, até prova em contrário, o seu chefe é o actual ministro do Interior, Basílio Monteiro. Esses assassinos fazem parte do chamado “Team de Sonho”, entrincheirado na Polícia da República de Moçambique. E são, alguns deles, da temível Brigada Anti-raptos.

Não deixe de ver:  Militares Russos descarregam armamento de guerra no país

E parece que deve ter havido falta de articulação ou qualquer coisa, quando os mesmos polícias raptaram, recentemente, o amigo pessoal do Presidente da República. Estamos a falar do empresário Carlos Camordine, da Soncipex. Nós sabemos que foi o “Team do Sonho” que fez isto.

Sabemos que o famigerado “Team do Sonho” é que tem protagonizado raptos de empresários de origem indiana. Quem os protege? Por que não levam a peito as nossas denúncias?

Nós sabemos que fazem parte dos esquadrões de morte, pelo menos em Maputo, nomes como Búfalo, Edú, Mate e havia outro polícia chamado Adérito, ora fugitivo depois de protagonizar um vergonhoso assalto. Todos estes senhores estão entrincheirados na PRM. Basílio Monteiro os conhece, assim como o comandante-geral.

E essa atitude do comandante-geral da PRM de suspender, depois do assassinato de Matavel, alguns responsáveis da Polícia em Gaza, é desconfiável. Estão atirar areia aos olhos dos incautos. Não foram aqueles senhores que mandaram assassinar Anastácio Matavel. Se há alguém que devia ser demitido das suas funções, é o ministro do Interior, o senhor Basílio Monteiro, e o comandante-geral da PRM, o senhor Bernardino Rafael.

Há quanto tempo os esquadrões da morte andam aterrorizar Moçambique? Não foram eles que assassinaram o juiz Silica, Giles Cistac, Paulo Machava, Jeremias Pondeca ou Mahamudo Amurane? O que sabemos sobre o desenvolvimento das investigações desses casos? Nada! Mas o sangue de inocentes continua a jorrar. E Basílio Monteiro e Bernardino Rafael continuam ali, na sua cômoda poltrona de ministro e comandante-geral respectivamente. E as mordomias…

(Justiça Nacional, siga-nos no Facebook)

Related posts

Gerente Detido após Remover panfletos da Frelimo no seu próprio estabelecimento

Mário StifLer

TOTAL paga 3.9 Bilhões de dólares à Moçambique pela Anadarko

Daycon Frans

Manuel Chang á Moçambique: Buchili joga ultima ”cartada” no Tribunal da Africa do Sul

Mário StifLer

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Está bem Ver Mais