Jovem morto pela PRM por recusar entregar a sua carta de condução

News

Jovem de 24 anos terá sido alvejado a tiro na tarde desta terça- feira por três agentes da lei ordem. Uma suposta recusa em entregar a carta de condução terá estado na origem do baleamento.

“Foram polícias do jardim, vinham daquela zona a mandarem parar um carro, uma mini-bus e não parou, começaram a perseguir até depois do estaleiro. Fizeram-lhe parar tiraram lhe do carro pegaram pela camisa e deram-lhe um tiro”, conta um testemunha.

Tudo terá começado por voltas das 11 horas desta terça-feira, quando a vítima foi interpelada por agentes da lei e ordem na avenida de Moçambique em Direcção ao Benfica, na cidade de Maputo, exigindo o livrete e a carta e de condução.

Informações avançadas pela família, o jovem teria entregou o livrete mas recusou-se a dar a carta de condução, alegadamente porque os agentes não eram da polícia de trânsito. A vítima foi ordenada a dirigir-se a esquadra do jardim.

Patrick Sabimane, proprietário da viatura onde a vítima prestava serviços como motorista, foi o primeiro a chegar ao local do crime.

Segundo informações que os familiares obtiveram na esquadra, os três agentes estão neste momento detidos na 5ª esquadra da Machava, no município da Matola.

Mas nada consola está familia que há 25 anos perdeu um outro irmão nas mesmas circunstâncias ou seja alvejado a tiro por um agente de segurança.

Não deixe de ver:  Estudantes Moçambicanos na China desesperados pra voltar, mas a embaixada recomenda ficar

Related posts

Boneca Barbie é a mais nova apresentadora da TV Miramar

Daycon Frans

Depois de cancelarem o evento os promotores pedem a devolução dos 50% ao pai do Nando, ” Valter Artístico “

Daycon Frans

Acidente de viação fatal faz três óbitos e três feridos graves

Mário StifLer

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Está bem Ver Mais