Direitos dos autores reservados!

Investigação de suposta intoxicação de 80 trabalhadores da empresa Darling

News

A Inspecção-Geral do trabalho está a investigar o caso de uma suposta intoxicação de perto de oitenta trabalhadores da empresa de produtos de beleza, Darling, no distrito de Boane, província de Maputo.

Segundo o inspector-chefe na delegação provincial da Inspecção-geral do trabalho em Maputo, Figueiredo Langa, setenta e dois trabalhadores da empresa, entre os quais oito mulheres grávidas, deram entrada, esta segunda-feira, nos serviços de urgência do Hospital Provincial da Matola, vítimas da suposta intoxicação por inalação de gás.

Figueiredo Langa frisou que caso seja detectada alguma negligência por parte da empresa, o patronato poderá ser sancionado.

“Há indicações de que se deve a maus cheiros que vêm de empresa vizinha” disse.

Este é o segundo caso de intoxicação que se regista em menos de um ano naquela indústria de transformação.

Em Novembro do ano passado, 136 trabalhadores também deram entrada no Hospital provincial da Matola e em outras unidades sanitárias, vítimas de suposta intoxicação.

 

Fonte: (RM MOÇAMBIQUE)

Veja também:

Cerca de 85 funcionários da Darling da Mozal infectados depois de inalar substâncias químicas

 

Não deixe de ver:  Manuel Chang, Ndambi Guebuza e Teófilo Nhangume as princesas das dívidas ocultas

Related posts

O Agente de Trânsito diz que apenas estava a honrando com o seu juramento

Mário StifLer

EUA aponta Guebuza como o «escorpião vicioso» e Luisa Diogo como colectora dos subornos da Frelimo

Mário StifLer

Manuel Chang: A estradição do ministro para EUA desta vez é certa e cogita-se uma pena de até 45 anos de prisão

Daycon Frans

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Está bem Ver Mais