Ferroviário de Nacala multado com 80 mil meticais por adeptos “intimidarem” árbitros

Ferroviario Nacala
Desporto

Mão dura contra prevaricadores! Foi mais uma sanção da Liga Moçambicana de Futebol contra o Ferroviário de Nacala, pela segunda vez, num espaço de uma semana. Se na semana passada a notícia foi a suspensão, por 30 dias, do seu treinador, Sérgio Faife Matsolo, bem como multa de 75 mil meticais por ter invadido o campo de jogos e ter proferido palavras injuriosas contra a equipa de arbitragem, no jogo da 16ª jornada do Moçambola 2019, diante do Desportivo Maputo, num jogo que a sua equipa até venceu por uma sem resposta, em Maputo, desta vez a equipa paga pelos erros da sua massa associativa.

No jogo do passado final de semana, entre os “locomotivas” de Nacala e o Costa do Sol, referente a 19ª jornada do campeonato nacional, os adeptos da vila portuária de Nacala lançaram pedras e garrafas para o interior do rectângulo de jogos, em protestos contra uma decisão da equipa de arbitragem.

Quando estavam decorridos 44 minutos do jogo, o árbitro do referido jogo, Arlindo Silvano, assinala uma grande penalidade contra a equipa da casa, num lance duvidoso em que aparentemente o defesa dos “locomotivas” faz um corte com a mão, o que provocou a ira dos adeptos. Mesmo depois da conversão do castigo máximo, por Eva Nga, insatisfeitos com a decisão, os adeptos começaram a atirar pedras para o rectângulo de jogo, obrigando a uma interrupção de cerca de cinco minutos.

Agastada com a situação, a Liga Moçambicana de Futebol decidiu colocar mão dura sobre a equipa, como forma de disciplinar os seus adeptos.

No comunicado oficial número 089/LMF/D/2019, publicado este sábado, a instituição que gere o principal campeonato nacional de futebol, refere que “punir, nos termos do n ? 1 do artigo 149 ? do R.D. da LMF, o Clube Ferroviário de Nacala, com a pena de multa de 80.000,00 Mt (Oitenta Mil Meticais), devido ao facto dos sócios e simpatizantes terem praticado actos intimidatórios contra a equipa de arbitragem, no jogo n ? 148 realizado em 15.09.19 contra o Clube de Desportos da Costa do Sol, referente a 19ª jornada do Moçambola”.

Entretanto, este não é o primeiro caso de escaramuças protagonizado por adeptos de Nacala, quer sejam do Ferroviário ou do Desportivo, dois representantes daquela região do país na prova-mor do futebol moçambicano, vezes sem conta sem que a Liga Moçambicana de Futebol sancionasse.

Recorde-se que o campo da Bela Vista, também conhecida como “pedreira”, em virtude de estar próximo a uma pedreira e com facilidade de encontrar pedras que são usadas pelos adeptos para intimidar árbitros e jogadores, já foi interdito várias vezes por seus adeptos adoptarem comportamentos contrários plasmados pela Liga Moçambicana de Futebol.

 

Opais

Related posts

Novo seleccionador ignora Dominguez na sua estreia na operação a Copa 2022

Mário StifLer

Barcelona vendeu Ronaldinho e Deco para não estragar Leonel Messi

Mário StifLer

O que precisas saber sobre a NBA 2019-2020

Mário StifLer

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Está bem Ver Mais