Direitos dos autores reservados!

Condenada a 22 anos de prisão e multa de 500.000 Mts a culpada pelo assassinato do Procurador Marcelino

Marcelino e edith
News

A quarta Secção do Tribunal Supremo de Recurso de Maputo condenou a ré Edith António Cylindo a 22 anos de prisão pelo seu envolvimento no assassinato do procurador Marcelino Vilanculos ocorrido no dia 11 de Abril de 2016.

 

A decisão surge depois de o Ministério Público ter recorrido da sentença da quinta Secção do Tribunal Judicial da Província de Maputo que obsorvia Edith António Cylindo por insuficiência de provas, sob a pretensão de que a confissão da ré foi forçada.

 

De acordo com o jornal Notícias desta terça-feira, o Ministério Público recorreu da decisão e ganhou a causa, o que resultou no anulamento da primeira decisão.

 

Assim, a ré Edith António Cylindo foi condenada a 22 anos de prisão pelo cometimento, em co-autoria moral e material e em concurso real de infracções, de um crime de homicídio qualificado e outro de associação para delinquir.

A sentença, citada pelo Notícias, acrescenta que a ré condenada por ter-se juntado a um grupo que, agindo em comunhão de esforços, ideais e divisão de tarefas predispôs-se a tirar a vida ao magistrado.

 

Ainda de acordo com a sentença, a conduta de Edith António Cylindo concorreu directamente para tornar possível e facilitar o assassinato tendo participado, tanto nos actos preparatórios bem como na execução do crime.

 

2016, foi o ano em que tudo aconteceu quando a ré terá se juntado ao grupo liderado por José Ali Coutinho que traçou plano que culminaria com o assassinato do procurador Marcelino Vilanculos. Na altura, o magistrado era responsável pelo processo onde Ali Coutinho era acusado de sequestros.

 

O magistrado foi morto a tiros disparados de uma arma de fogo do tipo AK-47.

Edith António Cylindo terá ainda de pagar o imposto de justiça e 500 mil de indenização aos familiares da vítima por danos não patrimoniais.

Não deixe de ver:  Acidente de viação ceifa a vida de quatro pessoas incluíndo um bebé na Matola Rio

Related posts

Conheça o DOT.CO.MZ o substituto OLX Moçambique

Mário StifLer

Sul Africanos só tem 7 dias para deixar a Nigéria

Mário StifLer

STAE demora com os pagamentos aos membros de mesa e os mesmos criam tumultos em Maputo

Daycon Frans

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Está bem Ver Mais