Direitos dos autores reservados!

A maior parte das vítimas mortais dos últimos ataques xenófobos é sul-africana

africa do sul
News

Governo Sul-Africano afirma que maior parte das vítimas mortais dos últimos ataques xenófobos é sul-africana. Comerciantes dizem ter perdido avultadas somas de dinheiro aos manifestantes que alegam tratar-se de xenofobia para fins de extorsão.

Segundo a Ministra Sul-Africana da Defesa, Nosiviwe Mapisa-nqakula, 10 das 12 pessoas mortas na última semana em distúrbios e violência dirigidas a estrangeiros em Gauteng eram sul-africanos,

Mapisa-nqakula avançou com esta informação em conferência de imprensa em nome dos Ministros da Justiça e Segurança no Parlamento, após uma semana de violentos protestos e saques em Gauteng, e especificamente na baixa de Joanesburgo.

Uma das vítimas é o sr Van die Syf, que fala de momentos de terror que marcaram a semana passada e diz tratar-se de actos criminais.

Van die Skyf não concorda que civis peçam documentos uns dos outros, uma função reservada aos polícias.

Jovens Moçambicanos ignoram o medo e fazem parte do processo da reconstrução.

Estragos avaliados em bilhões de randes.

 

Não deixe de ver:

Xenófobia: Presidente Sul-Africano envia missão a países africanos afectados excepto Moçambique

Milhares de Sul-africanos saem a rua para pedir desculpas a Nígeria

Não deixe de ver:  Dois anos de puro massacre em Cabo Delgado e a resposta é o silencio.

Related posts

Ataque causa morte de 10 agentes das Forças da Defesa em Cabo Delgado

Mário StifLer

Detido o Jovem que roubou em casa da sua própria irmã

Mário StifLer

Padrasto acusado de violar enteada de 3 anos

Mário StifLer

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Está bem Ver Mais