30 Bebés morrem por ano em cada 1000 nados vivos nos primeiros dias de vida

Nazira
News

A Ministra da Saúde, Nazira Abdula, revelou que, em Moçambique, por cada 1000 nados vivos, 30 morrem por ano nos primeiros 28 dias de vida e 4,6 milhões morrem em África antes de completar os cinco anos de idade, devido a problemas pré-natais, durante o parto e pós-parto, como também por práticas costumeiras pouco apropriadas.

 

Falando na abertura da Vª Conferência Nacional de Pediatria, realizada esta terça-feira (03 de Setembro), em Maputo, organizada pelo Ministério da Saúde (MISAU), que decorre sob o lema “Pediatria na sua diversidade rumo ao futuro”, Abdula disse que o acompanhamento da gravidez e parto, por pessoal de saúde qualificado e responsável, é de importância vital para se poder detectar, tratar ou referir atempadamente qualquer complicação que possa ocorrer durante a gravidez, evitando assim tanto a morte da mulher ou um parto pré-termo.

 

Na sua dissertação, a Ministra referiu que não se pode perder de vista que existe um número ainda significativo de partos que ocorrem ao nível comunitário e que entre os neonatos (criança recém nascida) que morrem um número significativo acontece nas residências.

 

Entretanto, a titular da pasta da Saúde disse ainda que estes dados remetem também a uma reflexão sobre como abordar a questão do parto pré-termo e prematuridade ao nível da comunidade, isto é, como envolver a comunidade na resolução deste problema.

 

“As estratégias para a Redução da Mortalidade em Prematuros incluem a melhoria dos Cuidados Obstétricos e Pré-natais para detecção precoce dos factores de risco, bem como a promoção dos cuidados básicos ao recém-nascido e o envolvimento comunitário na prestação contínua de cuidados”, explicou a Ministra.

 

Dados do MISAU apontam que só em 2018 a taxa de natimortalidade situou-se em cerca de 14 para cada 1000 nascimentos e as províncias com alta taxa de natimortalidade (nascidos mortos) foram Niassa 20, Cabo Delgado 18 e Cidade de Maputo 21. Para todo o país, registou-se 1.089.401 nados vivos, 15.189 nasceram mortos.

Não deixe de ver:  Fred Jossias já está recuperado e de volta ao trabalho

 

Por outro lado, as principais causas de morte em crianças antes de completar cinco anos, apontadas pelo Ministério da Saúde, são a Malária com 16.2 por cento, HIV-Sida 12.4, infecções respiratórias com 12.2 entre outras doenças. (Marta Afonso)

 

Não deixe de ver:

Primeiro-ministro apela ao enquadramento dos talentos dos jogos escolares

Agravam-se ataques Xenófobos na África do Sul com mortes e incêndios descontrolados

Moçambicanos revoltados com os ataques privam a passagem de Camiões Sul Africanos na N4

Related posts

Assaltantes aterrorizam automobilistas no nó de Tchumene

Mário StifLer

É Mais Frelimo que Povo no primeiro dia do “adeus” a Marcelino dos Santos

Daycon Frans

Dívidas ocultas: PGR retira recursos a favor de Chang, deixando- o abandonado

Daycon Frans

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Está bem Ver Mais